Psicologia Infantil e os benefícios da psicoterapia para o desenvolvimento saudável do seu filho.

A infância é uma fase de desenvolvimento e maturação neurocognitiva de significativa importância, é necessário atenção diante da apresentação de dificuldades que se contradizem ao desenvolvimento “normal”, ou seja, podem surgir alterações comportamentais que exigem sensibilidade para identificá-las, compreensão e habilidade para lidar com elas.

A Terapia Infantil é uma área da psicoterapia, voltada para o atendimento de crianças e adolescentes. As crianças geralmente não demonstram discernimento para nomear seus sentimentos e falar, é quando se fecham e começam a se comportar de maneira diferente, logo os pais precisam de habilidades para perceber que o filho precisa de ajuda. O processo terapêutico infantil utiliza técnicas lúdicas -o brincar, entre outras técnicas da abordagem Cognitivo Comportamental, o que permite interação com o psicólogo para que este possa observar seu comportamento, identificar os sofrimentos que estão gerando desconforto e ajudá-la à sentir-se melhor, como também conta com o envolvimento dos pais para que a criança se sinta acolhida. Os pais também são orientados quanto as possibilidades de conduzir as dificuldades levantadas e sobre a necessidade de resolver problemas de ordem do casal ou do contexto familiar. No caso de crianças em idade escolar, o tratamento também envolve a escola, quando há queixas pertinentes a este contexto.

O tratamento é iniciado com entrevista com os pais ou responsáveis para coleta de dados sobre a história de vida da criança: planejamento da gravidez, gestação, nascimento, desenvolvimento da criança, aprendizagem, os motivos que tenham motivado a mudança do comportamento, a relação entre os integrantes da família, etc.  Após essa coleta de informações inicia-se as sessões com a criança, e as orientações aos pais serão realizadas de tempos em tempos. Também é necessário a colaboração da escola, pois também serão orientados as formas de lidar com as dificuldades em questão. Essa parceria influencia positivamente os resultados.

São diversos os motivos que fazem com que os pais procurem ajuda: queixas escolares quanto ao comportamento e aprendizagem, timidez, isolamento social, agressividade, hiperatividade, traumas da infância, entre outros. E que podem estar relacionados a dificuldades de lidar com as crises conjugais dos pais, a separação dos pais, a morte de um ente querido ou animal de estimação, mudanças no estilo de vida-crise financeira, etc. Fatores estes que reforçam o medo e insegurança da criança e potencializa as crises emocionais.

O tratamento não tem um tempo determinado, exige paciência do pais, pois pode variar de acordo com o tipo do problema em questão.

Para concluir, o objetivo da terapia infantil é apoiar a criança e ajudá-la a compreender o que se passa com ela, como também, o terapeuta tem como missão auxiliar os pais a trabalharem melhor a capacidade de serem pais daquela criança.

São inúmeros os benefícios da terapia infantil: as crianças aprendem a enfrentar os sentimentos de outra forma, a desenvolver habilidades emocionais, a compreender que na vida pode acontecer coisas que não queremos, o amadurecimento emocional, a promover interação social com outras crianças, a melhorar o rendimento escolar, a concentração, o potencial criativo, desenvolver a autoestima, a construir um relacionamento melhor com os pais, entre outros.

Se percebe que seu filho está em sofrimento, não espere, agende a sua consulta!

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest